Excluir Tag

Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A dieta dos 365 dias

Blog de nutrição. Alimentação saudável. Receitas. Acompanhamento online.

A dieta dos 365 dias

Blog de nutrição. Alimentação saudável. Receitas. Acompanhamento online.

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Mensagens

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

CONSULTA DE NUTRIÇÃO

Nutrição clínica, desportiva, vegetariana/vegan - Gaia, Espinho, online

ACOMPANHAMENTO NUTRICIONAL ONLINE

Ideal para quem vive longe, tem horários confusos e falta de tempo. Não há mais desculpas para não cuidar de si, nutrição à distância de um "click"!
26
Mar18

Dúvida leitor - farinha de aveia

Gisèle Magno

Sempre que tenham alguma questão deixem ficam mail para vos responder ou, caso prefiram não deixar contacto, comentem uma publicação ou usem facebook/instagram. Caso contrário, não tenho como chegar a vocês! 🙂

 

Vamos então à dúvida de um leitor anónimo, sobre onde comprar farinha de aveia.

 

Eu costumo comprar em supermercados, pingo doce por norma tem sempre, ultimamente opto pela marca cem porcento. Pode dizer farinha ou farelo vai dar ao mesmo no resultado final das receitas, a farinha é um pouco mais fina e cremosa se for para papas.

 

Podem também comprar flocos de aveia (por norma mais barato) e fazer a farinha em casa, triturando no processador.

 

Para quem faz um uso muito elevado, pode também encomendar online em sites como prozis ou myprotein que tem embalagens de quilo 💪, mas comprem sempre a  natural! Farinhas de aveia de sabores sao mais processadas, só a natural é 100% aveia.

 

Se quiserem de sabores, façam em casa, basta triturar por exemplo os flocos com frutos secos!

05
Mar18

Culinária simples, saudável e económica

Gisèle Magno

Sabe qual é o grande erro culinário da maioria das pessoas? Desaprender o sabor dos alimentos, e viciar-se no sabor dos temperos!

 

Grande parte das calorias, gorduras e açucares que ingerimos, que fazem mal à nossa saúde e que nos engordam, derivam da forma como cozinhamos os alimentos.

 

Evite molhos, caldos e temperos já feitos, utilize uma única fonte de gordura (azeite!) sem a deixar sobreaquecer, vai poupar algum dinheiro e ganhar saúde!

 

Cozinhe de forma simples, sem refugados, sem fritos, com muitas ervas e, acima de tudo, aprenda o verdadeiro sabor dos alimentos!

05
Fev18

Comece o dia com calma, tome o pequeno almoço em casa!

Gisèle Magno

Sabe qual um dos maiores causadores de doenças do mundo? O STRESS! Começar o dia a correr, com o pequeno almoço no colo no carro, ou pior ainda, a ficar para meio da manhã, não é de todo uma boa forma de começar o seu dia.

 

Quando falo da importância de tomar o pequeno almoço em casa, além de ter energia e nutrientes para começar o seu dia após um longo período de jejum evitando desregulação da glicose sanguínea, penso principlamente em ser capaz de organizar e estruturar o seu dia. Comece por cima. Se o pequeno almoço falhar, será o primeira passo para atrasar e não pensar as restantes refeições.

 

Se tem pouco tempo, faça um pequeno almoço de colher, prepare no dia anterior se for o caso, e será necessário apensar acordar 10 minutos mais cedo (vamos ser honestos, podem saber-lhe muito bem mas não serão 10 minutos a mais que o vão deixar como novo). Ao pensar o pequeno almoço, pense já os lanches da manhã e tarde e coloque os alimentos num saco térmico. Junte a garrafa de água. E já temos quase 100% de sucesso garantido para o dia seguinte.

 

Pesquise por "bons dias dos bons" aqui no blog e terá mil e uma ideias de pequenos almoços diferentes. Boas escolhas!!

02
Fev18

Quem faz compras e cozinha lá em casa??

Gisèle Magno

Esta pessoa é a que está na primeira linha de combate à obesidade e maus hábitos da sua família. Se não for você, chame aqui ao blog o/a responsável.

 

Vou simplificar.

 

Se não comprar alimentos menos saudáveis, ninguém vai consumir diariamente alimentos menos saudáveis, e naturalmente todos se vão habituando aos mais saudáveis, começando a fazer parte das rotinas. 

 

Se cozinhar de forma saudável, poupa muitas calorias e gorduras saturadas à sua família. Se cozinhar quantidades menores, ninguém repete. Mais uma vez, se dia após dia, os cozinhados forem mais leves, menos gordurosos e condimentados, todos se vão habituando.

 

Restam apenas as refeições fora de casa e dias de festa, e não será certamente por aí que tudo se estraga.

 

"Limpe" a sua casa, cuide de si e da sua família!!

25
Jan18

Sobre o preço do peixe, promoções e a lista de compras

Gisèle Magno

O peixe é bem caro em Portugal. Mas há muitos alimentos que também o são, sem parecer. Veja o exemplo, com base nos preços de um folheto promocional da corrente semana.

 

Imagine que foi às compras, com o seu folheto na mão, e aproveitou as segunties promoções:

 

4x croissant 1,56eur

1x refrigerante grande 0,89eur

1x salsichas porco 1,09eur

1x batatas fritas pacote 0,79eur

1x manhazitos 1,24eur

TOTAL 5,57eur

 

Neste mesmo folheto, encontra 1KG de dourada ou robalo a 5,45eur. Mesmo em orçamentos mais limitados, se abdicarmos de certos produtos, se fizermos compras e escolhas inteligentes, é sim possível incluir refeições de peixe na ementa semanal da família.

 

Repare que, facilmente se coloca no carrinho esta lista de alimentos só para "ter em sos" e "já que vim às compras hoje come-se um bolinho". Todos eles são alimentos pouco ou nada interessantes do ponto de vista nutricional e até prejudiciais à sua saúde, não devendo por isso fazer parte das escolhas diárias. Se o seu orçamento é limitado, não acha que vai muito melhor servido com o peixinho? :)

28
Dez17

As minhas opções para barrar

Gisèle Magno

IMG_20171228_170117.jpg

Muitas vezes o problema não é o pão ou tostas (desde que derivados de farinhas escuras), mas sim o que colocamos neles. Fica a lista de opções saudáveis para variar ao máximo o seu pequeno almoço e lanches, sem trair a dieta!

 

As minhas opções:

- azeite e oregãos

- manteiga de frutos secos 100%

- queijo fundido light

- queijo fresco/requeijão light

- quark

- compotas zero açucar

- fruta em puré com canela

- banana em rodelas e chia

- pasta de abacate simples

- pasta de abacate e queijo fundido

- atum natural

- pasta de atum e quark

- ovo cozido ou mexido sem gordura

- salmão fumado

- fiambre de aves

13
Dez17

Sobre a mesa de refeições lá de casa ...

Gisèle Magno

Resultado de imagem para refeição em familia

Fazer uma refeição em família, provavelmente um dos hábitos mais saudáveis que devemos fazer de tudo para manter! Um momento de partilha, de descontração e até de educação para quem ter filhos em idades de aprender a comer.

 

PROBLEMA COMUM:

"Mas eu tenho que jantar muito tarde porque o miúdo só chega do treino perto das 22, e vem cheio de fome, tenho que fazer comida normal! E para o meu marido nem adianta falar em saladas ou peixe, só gosta de carne e não pode faltar pão à mesa. Como é que eu consigo assim?"

E este exemplo repete-se em muitas casas, cada um gosta de coisas diferentes, uns precisam comer mais porque estão a crescer e fazem desporto, outros menos porque têm peso a mais, outros ainda têm hábitos tão enraizados que são difíceis de quebrar e as refeições são feitas tarde e a más horas para conseguir juntar todos à mesa.

 

COMO RESOLVER?

- A alimentação saudável deve sempre prevalecer!!! Independentemente do objetivo de cada um, comer bem é uma questão de saúde, apenas se adaptam as quantidades;

- Sopa nunca pode faltar! Mesmo que seja só para si, não deixe de ter, é meio caminho andado para uma refeição balanceada e dá o bom exemplo!;

- Façam cedências, por exemplo, todos comer arroz de legumes, mas acompanha com bife para a família e faz para si peixe, não sendo propriamente necessário duas comidas diferentes de raiz;

- Se tem de colocar sumos/pão na mesa, resista! Cabe também a cada um de nós definir o que necessitamos fazer para cumprir os nossos objetivos, e nos mantermos fiéis a eles, é tudo questão de hábito;

- Para refeições excessivamente tardias (22 em frente), opte por comer uma porção bem pequena após a sopa, ou fazer apenas a fonte de proteína e vegetais. Mais uma vez, aqui pode utilizar a mesma preteína que cozinhou para a família e preparar para si uns legumes cozidos ou salada que são opções rápidas e práticas;

- Sabe uma boa dica para quem tem homens em casa? Olhe para a quantidade do prato do seu marido (ou filhos adolescentes) e compare com o seu. Se estiver a comer muito próximo ou igual, está certamente a exagerar na dose!

27
Nov17

Maior erro nutricional da época natalícia ...

Gisèle Magno

... ESPERAR QUE TERMINE PARA COMEÇAR A SEGUIR UM PLANO ALIMENTAR!

 

Se está a pensar perder peso, ou simplesmente melhorar os seus hábitos alimentares, não espere que passem as festas para começar. Tudo o que vai conseguir é ter uns quilos extra para queimar e menor motivação para começar.

 

É possível perder peso em qualquer altura do ano! Se começar agora, esteja certo que já irá notar e sentir diferenças até ao natal! E isso não quer dizer que vá sacrificar as suas festas em prol da boa forma. Isso quer dizer que ainda vai a tempo de aprender umas quantas estratégias nutricionais para balancear os extras típicos desta altura do ano, e que já irá seguir um esquema alimentar saudável nos dias não festivos, treinando o seu estômago e paladar para a mudança. E, se assim fizer, certamente terá liberdade dias 24 e 25 para festejar de mesa cheia! Equilíbrio é tudo!!

22
Nov17

Sobre paladar, tamanho do estômago e educar-se do ponto de vista nutricional

Gisèle Magno

Sabe o que é difícil? Começar! Sei que muitas vezes assombra o pensamento de quem quer perder peso ou simplesmente alimentar-se de forma mais saudável, o fantasma do que comeria antes de iniciar este processo. E ISSO É NORMAL!

Para a grande maioria de nós, a comida menos saudável ou nada saudável é realmente muito atrativa e vem associada a dias felizes, dias de festa, jantares fora ... Ou ao nosso estado emocional "tive um dia tão mau, mereço um bolinho". E parece que este sentimento em relação à comida nunca vai desaparecer ... Mas vai!

Pense um passo de cada vez. Nunca terá (a não ser que tenha alguma doença que assim o determine) que deixar de comer por completo o que quer que seja. Vai ter apenar de aprender a guardar para as ocasiões festivas e em quantidades menores que o habitual e achar isso normal. E fazê-lo, mesmo que com algum esforço inicial, conduzirá a estas três mudanças no seu organismo:

 

1. ALTERAÇÃO DO PALADAR

Se limitar o consumo de "extras" o seu paladar vai "desaprender" estes sabores e habituar-se aos novos. Caso clássico é o açucar no café! O gosto pelo doce é inato, mas se o retirar por completo, o organismo percebe que já não existe e adapta o paladar, começando a tolerar e até gostar do amargo. Muitas pessoas, que se dizem "viciadas" em doces, comentam passado algumas consultas terem experimentado uma bolacha maria ou chocolate de leite depois de semanas sem, e acharem excessivamente doce! 

 

2. TAMANHO DO ESTÔMAGO

Se comer menos e melhor, se a cada refeição der ao seu corpo não o que quer mas o que precisa, o seu estômago verifica que não há necessidade de ter o tamanho "x" porque não vem mais comida, e adota o tamanho "y" mais pequeno e confortável. Quando isto acontecer, mesmo que queira exagerar, verá que o seu limite aparece muito mais cedo. E, o desconforto do enfartamento, fará com que passe a controlar quantidades sem sacrifício.

 

3. EDUCAR-SE NUTRICIONALMENTE

Comida pouco condimentada, doces sem açucar, pão escuro, café amargo, cozidos e grelhados, estufados em crú ... pode não ser o que sempre comeu, o que sempre gostou, mas se mantiver estes hábitos por tempo suficiente, verá que passa a gostar. Por vezes, só o sentir-se bem e em melhor forma motivam esta adaptação!

16
Out17

DIA MUNDIAL DA ALIMENTAÇÃO - 16 DE OUTUBRO!

Gisèle Magno

Provavelmente já leu ou escutou a famosa frase "somos aquilo que comemos". E não é que somos mesmo?

 

Aproveite este dia para refletir sobre a forma como se anda a alimentar, sobre a qualidade e quantidade dos alimentos que anda a ingerir.

 

Quanto mais pura e natural for a sua alimentação, mais energia e nutrientes bons vão circular no seu organismo, dando-lhe saúde, vitalidade e a sensação de bem estar geral.

 

Procure ingerir alimentos com o mínimo de processamento, de todos os grupos alimentares, de forma faseada ao longo do dia e, quando cozinhados, utilizando métodos simples.

 

Eduque-se a si, ao seu paladar. Crie rotinas para a casa, para todos. Pense num estilo de vida saudável e sustentável ao longo do tempo, e não numa lógica de dieta. Mude porque faz bem, e o que faz bem, vai ficar-lhe bem também! :) Pense nisto!

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Mensagens

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

CONSULTA DE NUTRIÇÃO

Nutrição clínica, desportiva, vegetariana/vegan - Gaia, Espinho, online

ACOMPANHAMENTO NUTRICIONAL ONLINE

Ideal para quem vive longe, tem horários confusos e falta de tempo. Não há mais desculpas para não cuidar de si, nutrição à distância de um "click"!