Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A dieta dos 365 dias

A dieta dos 365 dias

22
Nov17

Sobre paladar, tamanho do estômago e educar-se do ponto de vista nutricional

Gisèle Magno

Sabe o que é difícil? Começar! Sei que muitas vezes assombra o pensamento de quem quer perder peso ou simplesmente alimentar-se de forma mais saudável, o fantasma do que comeria antes de iniciar este processo. E ISSO É NORMAL!

Para a grande maioria de nós, a comida menos saudável ou nada saudável é realmente muito atrativa e vem associada a dias felizes, dias de festa, jantares fora ... Ou ao nosso estado emocional "tive um dia tão mau, mereço um bolinho". E parece que este sentimento em relação à comida nunca vai desaparecer ... Mas vai!

Pense um passo de cada vez. Nunca terá (a não ser que tenha alguma doença que assim o determine) que deixar de comer por completo o que quer que seja. Vai ter apenar de aprender a guardar para as ocasiões festivas e em quantidades menores que o habitual e achar isso normal. E fazê-lo, mesmo que com algum esforço inicial, conduzirá a estas três mudanças no seu organismo:

 

1. ALTERAÇÃO DO PALADAR

Se limitar o consumo de "extras" o seu paladar vai "desaprender" estes sabores e habituar-se aos novos. Caso clássico é o açucar no café! O gosto pelo doce é inato, mas se o retirar por completo, o organismo percebe que já não existe e adapta o paladar, começando a tolerar e até gostar do amargo. Muitas pessoas, que se dizem "viciadas" em doces, comentam passado algumas consultas terem experimentado uma bolacha maria ou chocolate de leite depois de semanas sem, e acharem excessivamente doce! 

 

2. TAMANHO DO ESTÔMAGO

Se comer menos e melhor, se a cada refeição der ao seu corpo não o que quer mas o que precisa, o seu estômago verifica que não há necessidade de ter o tamanho "x" porque não vem mais comida, e adota o tamanho "y" mais pequeno e confortável. Quando isto acontecer, mesmo que queira exagerar, verá que o seu limite aparece muito mais cedo. E, o desconforto do enfartamento, fará com que passe a controlar quantidades sem sacrifício.

 

3. EDUCAR-SE NUTRICIONALMENTE

Comida pouco condimentada, doces sem açucar, pão escuro, café amargo, cozidos e grelhados, estufados em crú ... pode não ser o que sempre comeu, o que sempre gostou, mas se mantiver estes hábitos por tempo suficiente, verá que passa a gostar. Por vezes, só o sentir-se bem e em melhor forma motivam esta adaptação!

17
Nov17

ACOMPANHAMENTO ONLINE - NOVIDADE!!

Gisèle Magno

Caros leitores e seguidores,

 

Muitos têm sido os pedidos de consulta que me chegam de pessoas que vivem longe da zona na qual faço consulta presencial. Tenho a solução! Consulta de nutrição online! Fácil, segura, com toda a atenção que o seu caso merece e com a vantagem de poder ser realizada em horários muitos flexíveis (incluindo noite e fim de semana).

 

Se é o seu caso, envie e-mail para adietados365dias@gmail.com e faço chegar até si documento informativo de procedimentos e condições.

 

Bem hajam!!

11
Out17

Dia mundial da OBESIDADE - é hoje!

Gisèle Magno

Se pensar no conceito de peso ideal como o peso com o qual o seu corpo não é obrigado a trabalhar em sobre-esforço, então perder peso fará todo o sentido.

 

A luta contra a OBESIDADE não tem nada a ver com gostar de se ver mais gordinho ou magrinho, nós não lutamos contra um reflexo no espelho, lutamos contra o mal que ela faz à sua saúde!

 

Tudo começa com uns quilinhos a mais, nada de especial, depois tem ali um pico com a tensão alta mas até foi dos nervos, depois sobe o colesterol, mas quem não o tem alto hoje em dia não é? Depois já são 10 quilos a mais e até já lá vão uns meses desde que fez alguma atividade física, até porque agora qualquer coisinha já lhe dói as costas e os joelhos, é a idade! "E isso das dietas não é para mim, vou lá agora passar fome!"

 

Já vi esta história muitas vezes, e ela pode ter um final feliz, porque não é uma dieta que necessita (isso também não é comigo!), mas sim APRENDER A COMER, APRENDER A COMER PARA A VIDA!

 

Exercício físico - descanso - alimentação saudável - controlo do apetite - controlo do stress. É este o segredo para uma vida saudável.

 

Precisa de ajuda?? Fale comigo!!

22
Set17

Quero ser vegetariano, por onde começo?

Gisèle Magno

Por decidir que tipo de vegetariano quer ser. Quer ser vegano (eliminar totalmente o consumo de produtos de origem animal - carne/peixe/ovos/lácteos), quer ser lacto vegetariano (permite lácteos), quer ser ovo lacto vegetariano (permite ovos e lácteos), quer ser ovo vegetariano (permite ovos) ou semi vegetariano (tem por base uma alimentação vegetariana mas ocasionalmente e conforme vontade ingere carne branca ou peixe)?

 

Aqui a decisão terá por base as suas motivações para adotar este estilo de vida. Ao eliminar produtos de origem animal, a primeira preocupação é como fica a ingestão de proteína. Se optar por permitir ovos e lácteos, será mais fácil atingir as necessidades nutricionais, especialmente proteícas, não tendo uma preocupação tão grande com eventuais défices. Se optar por excluir todos os produtos animais, não se preocupe, pode ter uma alimentação igualmente completa e segura, terá apenas de redobrar a atenção nas escolhas diárias. 

 

Vitamina B12, vitamina D, cálcio, zinco, ferro, iodo e ácidos gordos essenciais são apontados como os micronutrientes dos quais pode ter algum défice mais facilmente. Mas, não comece logo por suplementar, com as escolhas certas, poderá não sentir essa necessidade.

 

Vamos assumir aqui um estilo vegano. A sua alimentação terá como base os seguintes produtos: cereais/hortícolas/fruta/leguminosas/frutos gordos/sementes/gorduras vegetais. Se não gosta de leguminosas, sementes e frutos gordos, este padrão alimentar pode não ser o adequado para si, pois sem a ingestão destes produtos será certo ter em falta algum dos micronutrientes acima descritos, além de facilmente cair na monotonia por falta de opções.

 

CEREAIS/TUBÉRCULOS: arroz, trigo, centeio, quinoa, aveia, milho, batata, amaranto, trigo sarraceno, bulgur, millet, batata doce, mandioca

HORTÍCOLAS: mais variado possível

FRUTA: mais variado possível

LEGUMINOSAS: feijão, grão, ervilhas, lentilhas, favas, soja

FRUTOS GORDOS: amêndoa, noz, caju, amendoim, avelã, noz pecan, manteigas dos mesmos

SEMENTES: linhaça, sésamo, girassol, abóbora, papoila, chia

GORDURAS VEGETAIS: azeite, óleo de cocô, óleo de abacate, óleos de sementes

 

Todos os dias deve ingerir produtos de TODOS estes grupos.

 

As suas principais fontes de proteína vegetal serão as leguminosas com especial destaque para a soja e derivados, amaranto, quinoa e aveia no grupo dos cereais, os frutos gordos e sementes.

 

As sementes e frutos gordos, que nos fornecem gorduras saudáveis, têm também níveis apreciáveis de proteína, pelo que deve consumi-los diariamente!

 

Feijão com arroz contínua a ser um clássico! Junte-lhe vegetais e tem uma refeição completa!

 

NOTA: pode pesquisar aqui mesmo no blog diversas receitas vegetarianas!

25
Ago17

Compulsão alimentar - como tratar?

Gisèle Magno

- Disciplina alimentar

- Educação alimentar

- Criar relação saudável com a comida

- Estratégias diárias de controlo da vontade de comer

- Adoção de hábitos saudáveis para a vida

- Apoio psicológico

 

É este o caminho. E ele não se faz sozinho. Existem várias estratégias nutricionais que o podem ajudar a aprender a conviver com a compulsão alimentar e a ser mais forte do que ela (pelo menos a maioria das vezes), bem como ter crises de menor intensidade. O apoio psicológico será também muito importante, dependendo do grau e anos de duração deste comportamento. Procure ajuda!

24
Ago17

Compulsão alimentar - o que é?

Gisèle Magno

Pensar em comida. Pensar em comida a toda a hora. Pensar em comida de forma descompensada. Começar a comer. Começar a comer e não conseguir parar. Comer até doer a barriga. Voltar a comer quando a dor começa a passar. Sentir sempre vontade de comer. Comer doces. Comer salgados. Comer comida. Fazer combinações absurdas em quantidades abusivas. Estar a comer e não pararem de surgir na sua cabeça mais e mais alimentos que quer, ali, naquele momento. Pensar "vou então comer hoje mesmo tudo o que me apetece e amanhã volto ao normal". Sentir-se culpado mais não compensar de nenhuma forma. E este ciclo repete-se, muitos dias, por vezes seguidos, sem conseguir pôr travão.

 

Isto é compulsão alimentar. Isto é uma doença de comportamento alimentar. Isto não é só vontade de comer.

07
Ago17

A minha batalha, a minha verdadeira batalha em consulta

Gisèle Magno

A grande maioria das pessoas que sigo em consulta quer perder peso. A grande maioria das pessoas que quer perder peso só olha a este valor da balança. Quem não vê descer este número conforme acha ser o padrão, facilmente cai em frustração e desmotivação. Errado, tudo errado. E isto não é conversa de nutricionista, é regra de profissional de saúde.

 

Sabe ao que eu olho primeiro?? À primeira pergunta que habitualmente faço: "como se tem sentido??" ISTO É O MAIS IMPORTANTE! COMO SE SENTE FISÍCA E PSICOLOGICAMENTE COM TODAS AS MUDANÇAS. Se se sentir bem, mais leve, mais saudável, com mais resistência, mais bem disposto, então o dia está ganho, a batalha também e a guerra contra o peso não tardará a ser igualmente vencida. O que a mim realmente importa é que o processo seja agradável para si e que se adapte a ele e o assuma com MODO DE VIDA, porque o peso que perde hoje só continuará perdido daqui a uns meses se a nova rotina for confortável e agradável para si.

 

No esquema em que trabalho, mudança de hábitos consciente e equilibrada, o peso na balança é a consequência natural de todo um processo de mudança, que deve ser o foco de todo o trabalho realizado. Não tem falha.

24
Jul17

Exercício físico - TODA A VERDADE!!

Gisèle Magno

É DESASTROSO o efeito do sedentarismo no nosso organismo. Dores de costas, má postura, pernas cansadas, varizes, derrames, inchaço, barriguinha a aparecer, celulite, mau humor, dores crónicas, menor resistência cardiovascular, fragilidade articular, perda de massa muscular, perda de força, cansaço.

 

E é para que isto NÃO ACONTEÇA CONSIGO que deve praticar exercício físico a maioria dos dias da semana. Não lhe é assustador pensar que, durante uma semana, se limitou a dormir, estar sentado na secretária e à mesa e deitado no sofá? E secalhar pelo meio ainda comeu umas coisinhas que não devia e que assim não vai queimar. MEXA-SE PELA SUA SAÚDE!!

 

Se não gosta, não precisa de ser fit, nem magro, nem musculado, nem definido ... precisa ser saudável, e ser saudável passa OBRIGATORIAMENTE por fazer exercício.

 

Mais uma vez, se não gosta, não precisa ir para o ginásio, para o zumba, para o clube de corrida nem para o surf. Se não gosta de nada, caminhe!! Caminhe quase todos os dias uma hora. Vá a ouvir música, a planear a ementa da semana, ao telefone com a melhor amiga, não importa. Mas, faça alguma coisa!

21
Jul17

Ameixa

Gisèle Magno

IMG_20170616_152923.jpg

A minha fruta favorita! Em plena época da ameixa, vamos então conhecer os seus benefícios para a saúde!

 

A ameixa é uma fruta baixa em calorias, riquíssima em água e fibras! Contém quantidades apreciáveis de vitamina A, caroteno, potássio, cálcio e fósforo.

 

A ameixa é conhecida por favorecer uma boa saúde gastro intestinal, quando consumida com regularidade. Está também associada à saúde ossea e muscular, favorecendo igualmente o aumento do bom colesterol. Tudo isto, claro, quando incluída numa alimentação saudável, variada e equilibrada.

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

CONSULTA DE NUTRIÇÃO

Porto - Boavista; Gaia - Centro/Praias/Grijó; Espinho

CONSULTA DE NUTRIÇÃO ONLINE

Ideal para quem vive longe, tem horários confusos e falta de tempo. Não há mais desculpas para não cuidar de si, nutrição à distância de um "click"!

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mensagens

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D