Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A dieta dos 365 dias

Blog de nutrição. Alimentação saudável. Receitas. Acompanhamento online.

SOS engorda e hipertrofia muscular - o que comer?

06.05.16 | Gisèle Magno

E porque dieta não é só para perder uns quilinhos, vamos falar das tão boas dietas de engorda! Não é invulgar ouvir-se dizer que os magrinhos podem comer tudo o que quiserem, que é "comer para a frente!". Mas não é bem assim.

 

Vejamos:

- Se comer tudo sem preocupar com a qualidade do que come, corre sérios riscos de desenvolver só e apenas a sua massa gorda, transformando-se num magrinho com barriga.

- Corre também sérios riscos de elevar os seus níveis de colesterol, triglicerídeos, glicose, e demais amigos.

- Mesmo que não aumenta em gordura, mesmo que não fique doente, saiba ainda que o facto de o seu estômago ter que digerir gorduras e açucares a toda a hora vai fazer com o que aproveitamento da proteína (essa tal que lhe faz crescer os músculos) seja mínimo e passado para segundo plano.

 

Portanto: HIPERTROFIA=base de uma alimentação saudável em maiores quantidades + enriquecida em alimentos especialmente proteicos

 

Eis os seus aliados no aumento de peso sustentado e saudável:

- manteiga de amendoim

- queijo fresco magro

- atum natural

- aveia

- frutos secos

- nestum e cerelac

- iogurtes gregos

- ovos

- leguminosas

2 comentários

  • Imagem de perfil

    Gisèle Magno

    17.05.16

    Olá!

    Sim, tem toda a razão em apontar os HC como fonte de energia essencial neste processo, e refere bem as massas, mas acrescento que qualquer tipo de hidrato de carbono derivado de cereal integral é uma boa opção, assim como a batata doce!
    Quanto às suas escolhas para fonte de P, concordo inteiramente, à excepção de salsichas de aves, embora rica em P são muito processadas.
    O leite é sim um excelente alimento, dos mais completos, e faz bem em consumi-lo diariamente. Tenho até um post sobre isso que pode ler. A intolerância à lactose acontece em muitas pessoas, algumas muito jovens, mas pode também nunca acontecer. Não é algo determinado geneticamente. E mesmo com intolerância elevada já há opções de leite sem lactose e lactase (a tal enzima) tanto em comprimido como no leite comum.

    Obrigada pelas partilhas!
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.