Excluir Tag

Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A dieta dos 365 dias

Blog de nutrição. Alimentação saudável. Receitas. Acompanhamento online.

A dieta dos 365 dias

Blog de nutrição. Alimentação saudável. Receitas. Acompanhamento online.

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Mensagens

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

CONSULTA DE NUTRIÇÃO

Nutrição clínica, desportiva, vegetariana/vegan - Gaia, Espinho, online

ACOMPANHAMENTO NUTRICIONAL ONLINE

Ideal para quem vive longe, tem horários confusos e falta de tempo. Não há mais desculpas para não cuidar de si, nutrição à distância de um "click"!
13
Dez16

Doença celíaca - parte II - muito para além do glúten

Gisèle Magno

Uma pessoa com doença celíaca, apresenta uma maior sensibilidade e vulnerabilidade no sistema digestivo. Não podemos SÓ E APENAS retirar o glúten, temos que rever toda a alimentação. Isto pode levar semanas ou meses, até compreender o que funciona ou não para o organismo.

O intestino, mesmo sem o glúten presente será sempre mais sensível. Certos alimentos, condimentos ou mesmo a conjugação de alguns tipos de alimentos podem não ser bem tolerados pelo organismo. Não aceite um certo mau estar "normal" só porque é doente celíaco. Se a sua dieta já é isenta de glúten pode e deve sentir-se a 100%, se não sente, é porque ainda há muito trabalho pela frente!

A sua alimentação, além da eliminação do glúten tem de ser otimizada para o seu bem-estar máximo.

12
Dez16

Doença celíaca - parte I

Gisèle Magno

A doença celíaca caracteriza-se pela sensibilidade do organismo ao glúten. Não tem cura. É para a vida toda. A não ingestão de glúten permite que o intestino delgado (órgão afetado) regenere e seja saudável. Qualquer contacto com o glúten vai provocar inflamação e mau estar - diarreias, barriga inchada tipo balão, perda de apetite, perda de peso, mau estar generalizado. A continuidade de sintomas sem tratamento compromete severamente a saúde!

O glúten está presente no trigo, cevada e centeio. A aveia, continua controversa. Há estudos que a defendem como segura, outros apontam que não, por ser cultivada nos mesmos campos que os restantes cereais. Portanto, o meu conselho, não arrisque!

Uma dieta isenta de glúten não é fácil, mas é possível, e pode ser igualmente completa, variada e saborosa! Ler e reler rótulos é fundamental, pois, não podemos esquecer que há cereais presentes em alimentos que nem imaginávamos. Infelizmente o avanço nas tecnologias alimentares, o processamento excessivo da comida, fez com que dietas com restrição de algum componente se tornassem verdadeiras aventuras no super mercado.

 

Siga o site da APC (associação portuguesa de celíacos) e procure o seu simbolo nos alimentos. É garantia de segurança!

http://www.celiacos.org.pt/ 

10
Abr16

GLÚTEN E LACTOSE - sim ou não?

Gisèle Magno

gluten-leite-intolerados.jpg

 

QUANDO SIM: se não tem qualquer alergia ou intolerância não há porque ter uma alimentação tão restritiva. Não seja radical, até porque não devemos retirar ao nosso corpo a “memória” de que ele é capaz de fazer a digestão do glúten e lactose, sob pena de nos tornarmos incapazes de consumir alimentos mais complexos a longo prazo.

Faça escolhas inteligentes, tire proveito de todas as opções que tem à sua volta. VARIAR é a palavra de ordem. Alterne cereais com glúten e sem glúten, faça o seu consumo só uma vez por dia ou dia sim dia não. Alterne bebidas vegetais com lacticínios, dentro dos lacticínios, faça períodos com e sem lactose.

 

QUANDO NÃO: se tem intolerância, alergia ou mau estar crónico ao consumir glúten e/ou lactose, retire da sua alimentação produtos com estes compostos.

Mas, faça-o com acompanhamento nutricional, para garantir que a sua alimentação continua a ser equilibrada, agradável e completa. Há muitos alimentos que têm de ser excluídos (lembre-se que existe a chamada contaminação cruzada, que vem nos rótulos como: “pode conter vestígios de …”) e há um grande risco de ter défices nutricionais graves se o fizer de forma incorrecta.

 

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Mensagens

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

CONSULTA DE NUTRIÇÃO

Nutrição clínica, desportiva, vegetariana/vegan - Gaia, Espinho, online

ACOMPANHAMENTO NUTRICIONAL ONLINE

Ideal para quem vive longe, tem horários confusos e falta de tempo. Não há mais desculpas para não cuidar de si, nutrição à distância de um "click"!